Café

Café faz bem ou mal? Veja os benefícios e malefícios a saúde

Foto do cafe em pó e em grãos
Imagem de valeria_aksakova no Freepik

Quer saber se café faz bem ou mal? Então você está no lugar certo. Hoje você entenderá tudo sobre o impacto dessa bebida tão popular para os brasileiros.

Se você é um amante de café, provavelmente já ouviu falar sobre os benefícios e malefícios dessa bebida tão popular. Mas será que você sabe tudo o que precisa para tomar a melhor decisão em relação ao consumo diário de café? 

Neste artigo, vamos abordar os principais tópicos relacionados ao café e saúde, desde os benefícios para prevenção de doenças até às limitações na performance física, a quantidade ideal de café para consumir diariamente e as alternativas saudáveis para quem quer reduzir o consumo de cafeína.

Se você quer saber mais sobre como o café pode afetar sua saúde e bem-estar, continue lendo!

Quanto café posso consumir diariamente?

Depois de conhecermos os benefícios e malefícios do café para a saúde, é importante saber qual a quantidade ideal que podemos consumir diariamente. De acordo com especialistas, o consumo moderado de café pode trazer diversos benefícios para a saúde, mas é preciso ter cuidado com o excesso.

A quantidade recomendada varia de acordo com cada pessoa, mas em geral, é indicado não ultrapassar 400 mg de cafeína por dia. Veja abaixo a recomendação da European Food Safe Authority:

Adultos

  • Doses únicas de cafeína de até 200 mg – cerca de 3 mg por quilo de peso corporal (mg/kg de peso corporal) de todas as fontes
  • Ingestões de até 400 mg por dia (cerca de 5,7 mg/kg de peso corporal por dia) consumidas ao longo do dia não levantam preocupações de segurança para adultos saudáveis ​​na população em geral, exceto mulheres grávidas.

Mulheres grávidas/lactantes

  • A ingestão de cafeína de todas as fontes até 200 mg por dia consumida ao longo do dia não levanta preocupações de segurança para o feto.

Crianças e adolescentes

  • As doses únicas de cafeína consideradas não preocupantes para adultos (3 mg/kg pc por dia) também podem ser aplicadas em crianças, porque a “taxa de depuração” da cafeína em crianças e adolescentes é pelo menos a dos adultos, e os estudos disponíveis sobre os efeitos agudos da cafeína na ansiedade e no comportamento de crianças e adolescentes sustentam esse nível. 

Lembrando que aqui estamos falando da ingestão de cafeína, não apenas da bebida café.

Voltando para o café, 400 mg de cafeína equivale a cerca de quatro xícaras pequenas de café coado ou duas xícaras grandes de café expresso. É importante lembrar que outras bebidas e alimentos também contêm cafeína, como chás, refrigerantes e chocolates.

Consumir mais do que essa quantidade pode causar sintomas como ansiedade, insônia, tremores e palpitações. O excesso de cafeína também pode prejudicar a absorção de nutrientes importantes pelo organismo e aumentar o risco de doenças cardiovasculares.

Quanta cafeína existe em diferentes tipos de alimentos e bebidas?

O conteúdo de cafeína e o tamanho das porções variam dentro e entre os países, mas as seguintes quantidades servem como diretrizes úteis:

Bebida Qtd. Cafeina
Um expresso (60ml) 80mg
Uma xícara de café de filtro (200ml) 90mg
Uma xícara de chá preto (220ml) 50mg
Uma lata padrão de cola (355ml) 40mg
Uma lata padrão de “bebida energética” (250ml)        80mg
Uma barra de chocolate branco (50g) 25mg
Uma barra de chocolate ao leite (50g) 10mg

Fonte: European Food Safe Authority Todos os números são aproximados, pois o conteúdo de cafeína e o tamanho das porções variam entr os locais em que são servidos.

Café e os impactos na saúde: um guia completo

Veja abaixo as principais respostas para as dúvidas sobre os impactos do café na sua saúde.

Quais os benefícios do café para a saúde?

O café é uma das bebidas mais consumidas em todo o mundo e, além de ser delicioso, também pode trazer diversos benefícios para a saúde. Estudos mostram que o consumo moderado de café pode ajudar a reduzir o risco de doenças como diabetes tipo 2, doença de Parkinson e Alzheimer.

O café também é rico em antioxidantes, que ajudam a combater os radicais livres no organismo e prevenir danos celulares. Esses antioxidantes também podem ajudar a reduzir o risco de câncer e outras doenças crônicas.

Outro benefício do café é que ele pode melhorar a função cognitiva e aumentar a concentração. Isso se deve à presença da cafeína, que estimula o sistema nervoso central e ajuda a manter o cérebro alerta. Por isso, muitas pessoas consomem café para melhorar o desempenho no trabalho ou nos estudos.

Café pode prevenir doenças? 

O café é uma das bebidas mais consumidas em todo o mundo e, além de ser um estimulante natural, também pode trazer benefícios para a saúde. Estudos mostram que o consumo moderado de café pode ajudar na prevenção de diversas doenças, como diabetes tipo 2, doenças cardíacas e até mesmo alguns tipos de câncer.

Isso se deve ao fato de que o café contém antioxidantes e compostos bioativos que ajudam a combater os radicais livres no organismo. O café também pode ajudar a reduzir a inflamação no corpo, o que é um fator importante na prevenção de muitas doenças crônicas.

No entanto, é importante lembrar que esses benefícios estão relacionados ao consumo moderado de café. O excesso pode levar a efeitos negativos para a saúde, como aumento da pressão arterial e problemas gastrointestinais. Por isso, é recomendado consumir no máximo 3 a 4 xícaras de café coado por dia para obter os benefícios sem prejudicar a saúde.

Leia também:  Como fazer café na cafeteira elétrica: Veja o passo a passo

O café impacta a saúde mental? 

O café pode ter impacto positivo ou negativo na saúde mental como ilustro abaixo:

Positivo:

  • Estudos mostram que a cafeína presente no café pode melhorar o humor, aumentar a atenção e reduzir a fadiga mental. No entanto, é importante lembrar que esses efeitos podem variar de pessoa para pessoa e dependem da quantidade de café consumida.

Negativo:

  • O consumo excessivo de café pode levar a efeitos negativos na saúde mental. Pessoas com ansiedade ou transtornos do sono podem sentir piora dos sintomas após o consumo de grandes quantidades de cafeína.
  • O café pode interferir na absorção de alguns medicamentos psiquiátricos, como antidepressivos e ansiolíticos.

Para evitar os efeitos negativos do café na saúde mental, é importante consumi-lo com moderação e estar atento aos sinais do corpo. Se você perceber que está tendo dificuldades para dormir ou sentindo-se mais ansioso após o consumo de café, considere reduzir a quantidade ou evitar completamente a bebida.

Lembre-se sempre de conversar com um profissional da saúde antes de fazer mudanças significativas em sua dieta ou rotina diária.

O café impacta a performance física?

Para obter os benefícios do café para a performance física sem prejudicar sua saúde, é recomendado consumir até 400mg de cafeína por dia – cerca de 4 xícaras pequenas ou 2 xícaras grandes. É importante lembrar que cada pessoa tem uma tolerância diferente à cafeína e deve ajustar seu consumo com base em seus próprios limites.

É importante manter-se hidratado ao consumir café antes ou durante atividades físicas intensas para evitar desidratação. Para facilitar, veja abaixo os potenciais impactos positivos ou negativos na performance física como ilustro abaixo:

Positivo

  • Estudos mostram que a cafeína presente no café pode melhorar a resistência e reduzir a fadiga durante exercícios de longa duração. Isso ocorre porque a cafeína estimula o sistema nervoso central, aumentando a produção de adrenalina e liberando ácidos graxos na corrente sanguínea, que são utilizados como fonte de energia pelos músculos.

Negativo:

  • O consumo exagerado de cafeína pode levar à desidratação, aumento da frequência cardíaca e pressão arterial elevada, o que pode prejudicar o desempenho em atividades físicas intensas.
  • O consumo excessivo de café pode causar insônia e afetar negativamente os padrões de sono, o que também pode afetar a recuperação muscular após exercícios intensos.

Quem está grávida pode tomar café?

Quando se trata de gravidez, muitas mulheres ficam em dúvida sobre o consumo de café. Afinal, é seguro tomar café durante a gestação

De acordo com especialistas, o consumo moderado de café não apresenta riscos para a saúde da mãe e do bebê. No entanto, é importante ter cuidado com a quantidade ingerida diariamente.

O excesso de cafeína pode aumentar o risco de aborto espontâneo e parto prematuro. A cafeína pode atravessar a placenta e afetar o desenvolvimento do feto. Por isso, recomenda-se que as gestantes limitem o consumo de café a uma xícara por dia ou optem por outras bebidas com baixo teor de cafeína.

Vale lembrar que outros alimentos e bebidas também contêm cafeína, como chá preto, refrigerantes à base de cola e chocolate. Por isso, é importante ler os rótulos dos produtos e evitar o consumo excessivo desses alimentos durante a gravidez. Em caso de dúvidas sobre o consumo de café ou outros alimentos durante a gestação, consulte sempre um médico especialista.

Afinal, café faz bem ou mal para a saúde? 

Embora o café possa trazer muitos benefícios para a saúde, é importante lembrar que seu consumo excessivo pode ter efeitos negativos. Um dos principais malefícios do café é sua capacidade de causar insônia e ansiedade em algumas pessoas. Isso ocorre porque a cafeína presente na bebida estimula o sistema nervoso central, aumentando a frequência cardíaca e a pressão arterial.

O consumo excessivo de café pode levar à desidratação, pois a cafeína tem um efeito diurético no corpo. Isso significa que ela faz com que os rins produzam mais urina do que o normal, levando à perda de líquidos importantes para o organismo. A desidratação pode causar fadiga, dor de cabeça e até mesmo problemas renais em casos extremos.

Outro problema associado ao consumo excessivo de café é a irritação gástrica. A cafeína pode aumentar a produção de ácido no estômago, o que pode levar à azia, refluxo gastroesofágico e até mesmo úlceras gástricas em casos graves. Por isso, é importante limitar o consumo de café e evitar beber em jejum ou antes de dormir.

Opinião da especialista

Melhor que ler nosso texto para saber se café faz bem ou mal é escutar a opinião deu uma especialista no assunto. No vídeo abaixo, a dermaticista Patricia Elias explica se o café faz bem ou mal.

Quais outras alternativas saudáveis ao café?

Embora o café seja uma bebida popular em todo o mundo, nem todos podem consumi-lo devido a problemas de saúde ou simplesmente porque não gostam do sabor. Felizmente, existem muitas alternativas saudáveis ao café que podem fornecer energia e estimular a mente sem os efeitos colaterais negativos associados ao consumo excessivo de cafeína.

  • Chá verde – Uma das opções mais populares é o chá verde, que contém menos cafeína do que o café, mas ainda assim oferece um impulso energético suave.  O chá verde é rico em antioxidantes e pode ajudar a melhorar a função cerebral e reduzir o risco de doenças crônicas.
  • Cacau – outra alternativa saudável ao café é o cacau quente. O cacau contém teobromina, um composto semelhante à cafeína que pode aumentar a energia e melhorar o humor. Ele também é rico em flavonoides antioxidantes que podem ajudar a proteger contra doenças cardíacas e outras condições crônicas.

Agora que você já conhece tudo sobre os benefícios e malefícios do café é hora de compartilhar este conteúdo com pessoas que você gostaria que conhecessem mais sobre ela.

E não esqueça, tudo que você precisa para se alimentar com saúde você encontra no Compre do Campo.

Leo Cruz

Especialista em criar aquilo que um dia você vai procurar no Google. Produzindo conteúdo com o objetivo de impulsionar esses pequenos produtores e incentivar a agricultura orgânica, agroecológica e familiar brasileira, com respeito ao meio-ambiente e aos animais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *