Atemoia: benefícios, para que serve e como consumir

Imagem de uma atemoia
Webysther Nunes, CC BY-SA 4.0  via Wikimedia Commons

Quer saber tudo sobre a atemoia e seus benefícios? Então você está no lugar certo. Neste artigo, exploraremos sua história, e seus muitos benefícios para a saúde e paladar.

A atemoia é uma fruta deliciosa e nutritiva que oferece uma variedade de benefícios à saúde. Neste artigo, exploraremos a sua criação, seus diferentes tipos, benefícios para o corpo, informações nutricionais e formas de consumo.

Convido você a continuar lendo para descobrir como incluir essa fruta em sua dieta e desfrutar de seus efeitos positivos na saúde.

Qual é sua origem?

A atemoia é uma fruta híbrida originada do cruzamento entre a cherimóia (Annona cherimola) e a fruta-pinha (Annona squamosa). Ela é conhecida por sua polpa cremosa, sabor adocicado e aroma tropical.

Sua origem remonta à década de 60, quando experimentos de hibridização entre a cherimóia e a fruta-pinha foram conduzidos. Esses experimentos foram realizados em busca de uma fruta que combinasse as características desejáveis de ambas as espécies, como o sabor adocicado da cherimóia e a resistência e produtividade da fruta-pinha.

Ela é uma fruta cultivada em diversos países como Espanha, EUA, Israel e Austrália. O Brasil, com destaque para no Nordestes e Sudeste, é um grande produtor da fruta, onde ela é conhecida popularmente como o “leite condensado da natureza”.

Quer saber um pouco mais sobre a origem da atemoia? Então assista ao vídeo abaixo.

De onde surgiu o nome atemoia

O termo “atemoia” é uma combinação das palavras “ate” e “moia”, que são os nomes dados às frutas-mãe do cruzamento: a cherimóia e a fruta-pinha, respectivamente.

A palavra “ate” tem origem no idioma quechua, falado pelos povos indígenas dos Andes, onde a cherimóia é nativa. Já o termo “moia” é derivado do nome comum da fruta-pinha em algumas regiões.

Quais são os seus tipos?

A atemoia é uma fruta híbrida resultante do cruzamento entre a cherimoia (Annona cherimola) e a fruta do conde (Annona squamosa). Essa combinação resultou em diferentes variedades, cada uma com suas próprias características. Aqui estão alguns dos tipos mais comuns de atemoia:

  • Gefner: É uma das variedades mais populares e amplamente cultivadas. Possui formato ovalado e uma casca verde com protuberâncias. Sua polpa é branca e cremosa, com sabor doce e suave.
  • African Pride: Essa variedade tem uma forma mais arredondada e sua casca possui um tom verde-claro. A polpa é branca, macia e suculenta, com um sabor doce e levemente ácido.
  • Pink Mammoth: Essa variedade é conhecida por seu tamanho maior em comparação com outras atemoias. Sua casca é verde e rugosa, e a polpa possui uma cor rosada. Seu sabor é doce e suculento.
  • PR-1: Também chamada de “Pineapple Sugar Apple”, essa variedade tem uma casca verde-clara e uma polpa branca e macia. Seu sabor é levemente cítrico e doce, com notas que lembram o abacaxi.
  • Bradley: Essa variedade possui uma casca verde-escura e lisa. Sua polpa é branca, cremosa e muito saborosa, com uma combinação de sabores doces e ácidos.

É importante mencionar que essas são apenas algumas das variedades de atemoia disponíveis, e podem haver outras cultivares regionais com características distintas.

Quais os benefícios de consumir a fruta?

A atemoia é uma fruta saborosa e nutritiva, que oferece uma variedade de benefícios à saúde. Aqui estão alguns dos seus benefícios.

  • Rica em vitaminas e minerais: A atemoia é uma fonte de vitaminas essenciais, como vitamina C, vitamina B6, vitamina B2, vitamina A e vitamina E. Também contém minerais como potássio, magnésio, cálcio e ferro.
  • Antioxidantes: A fruta é rica em antioxidantes, incluindo compostos fenólicos e flavonoides, que ajudam a combater o estresse oxidativo no organismo e proteger as células contra danos causados pelos radicais livres.
  • Fortalecimento do sistema imunológico: Devido ao seu alto teor de vitamina C, a atemoia auxilia no fortalecimento do sistema imunológico, aumentando a resistência a infecções e doenças.
  • Saúde cardiovascular: A atemoia é pobre em gorduras saturadas e colesterol, mas é rica em fibras dietéticas. A fibra auxilia na redução dos níveis de colesterol no sangue e na promoção de um sistema cardiovascular saudável.
  • Digestão saudável: A presença de fibras na atemoia contribui para uma boa digestão, auxiliando no funcionamento regular do intestino e prevenindo problemas como constipação.
  • Hidratação: A atemoia possui um alto teor de água, o que ajuda a manter o corpo hidratado, especialmente durante os meses mais quentes.
  • Energia: Os carboidratos presentes na atemoia fornecem uma fonte natural de energia, ajudando a combater a fadiga e a promover um estado de vitalidade.

É importante lembrar que esses benefícios são baseados em estudos e pesquisas, porém, cada pessoa pode experimentar resultados diferentes. Recomenda-se incluir a atemoia como parte de uma dieta equilibrada e saudável para obter seus benefícios máximos.

Existe contra indicações para consumo?

Embora a atemoia seja uma fruta saudável e nutritiva, é importante considerar que existem algumas precauções e possíveis contra-indicações antes de consumi-la. Pessoas com alergias a outras frutas tropicais, diabetes (devido aos seus açúcares naturais) e problemas digestivos já conhecidos devem consumi-la com cuidado.

Lembrando que é sempre recomendado consultar um profissional de saúde antes de incluir qualquer alimento na sua dieta, especialmente se você tiver condições médicas específicas. Aqui estão algumas considerações:

Informações nutricionais:

Veja abaixa a tabela nutricional para cada 100 gramas de atemoia segundo dados do site Vivat:

Nome Quantidade
Calorias (valor energético) 97 kcal
Carboidratos líquidos 23,20 g
Carboidratos 25,30 g
Proteínas 1,00 g
Gorduras totais 0,30 g
Gorduras saturadas 0,20 g
Fibra alimentar 2,10 g
Sódio 0,q00 mg

Como utilizar na culinária?

A atemoia é uma fruta versátil na culinária e pode ser utilizada de várias maneiras. Sua polpa doce e cremosa é apreciada por seu sabor tropical e suave. Aqui estão alguns dos principais usos da atemoia na culinária:

  • Consumo in natura: pode ser consumida fresca, diretamente da fruta. Basta abrir a fruta ao meio e retirar a polpa com uma colher, desfrutando de seu sabor doce e cremoso.
  • Sucos e smoothies: a polpa é perfeita para fazer sucos e smoothies refrescantes. Basta bater a polpa com água, adicionar um pouco de açúcar ou adoçante, se desejar, e coar se preferir uma textura mais fina.
  • Sobremesas: pode ser usada em diversas sobremesas, como sorvetes, mousses, tortas e bolos. Sua polpa cremosa adiciona uma textura suave e um sabor tropical delicioso a essas preparações.
  • Creme e geleia: a polpa também pode ser transformada em creme ou geleia. Basta processar a polpa com um pouco de açúcar e, se desejar, adicionar suco de limão para realçar o sabor. Para fazer geleia, basta cozinhar a polpa com açúcar até atingir a consistência desejada.
  • Saladas e acompanhamentos: pode ser usada para dar um toque exótico a saladas e pratos salgados. Sua polpa pode ser adicionada a saladas de frutas, saladas verdes ou acompanhamentos como molhos agridoces.
Leia também:  Onde comprar mel puro e favo de mel? Veja os melhores lugares!

Algumas receitas que gosto com essa fruta:

  • Smoothie com morango: Bata a polpa de atemoia com morangos frescos, iogurte e gelo para obter um smoothie cremoso e refrescante.
  • Sorvete: Utilize a polpa de atemoia como base para um sorvete caseiro. Basta processar a polpa com leite condensado e creme de leite, adicionar um pouco de baunilha e congelar.
  • Torta: Prepare uma massa de torta doce e recheie com a polpa de atemoia misturada com um pouco de açúcar e suco de limão. Asse no forno até dourar e sirva com chantilly.

Essas são apenas algumas ideias de como ela pode ser utilizada na culinária. Se você ainda não experimentou a fruta, recomendo essa receita de pudim de atemoia com frutas marinadas.

Como escolher uma fruta de boa qualidade?

Na hora de escolher uma atemoia de qualidade, é importante estar atento a alguns detalhes. Aqui estão algumas dicas para selecionar o melhor fruto:

  • Casca: procure pelas frutas que apresentem uma casca lisa, sem manchas escuras ou machucados. A cor da casca pode variar entre verde e marrom-avermelhado, dependendo do tipo e do grau de maturação.
  • Peso: sinta o peso da fruta em suas mãos. Frutas mais pesadas geralmente indicam maior quantidade de polpa e suculência.
  • Textura: ao tocar sua casca, ela deve estar firme, mas ceder levemente à pressão. Evite frutas muito duras ou muito moles, pois podem estar fora do ponto de maturação adequado.
  • Aroma: Cheire a fruta próxima à região do pedúnculo (a parte onde o fruto estava conectado ao galho). Uma fruta madura terá um aroma doce e suave. Se não houver aroma ou se houver um cheiro desagradável, a fruta pode não estar adequada para consumo.
  • Maturação: podem ser colhidas ainda verdes e amadurecerem em casa. Se preferir consumir imediatamente, escolha as que já estejam maduras, com a casca mais macia e uma leve pressão do polegar, resultando em uma leve afundação.

Lembrando que a escolha da atemoia ideal varia de acordo com gostos pessoais, mas se você seguir essas dicas estará mais propenso a escolher uma fruta de boa qualidade, saborosas e no ponto certo de maturação.

Como armazenar para durar mais?

O armazenamento adequado da atemoia é crucial para garantir sua durabilidade e manter suas propriedades nutritivas. Veja abaixo algumas dicas para armazenar suas frutas da melhor maneira:

  • Amadurecimento: se você comprou as frutas ainda verdes, deixe-as amadurecer em temperatura ambiente. Coloque-as em uma fruteira ou em um local fresco e arejado, longe da luz direta do sol.
  • Separar das outras frutas: ela libera um gás chamado etileno durante seu amadurecimento que é capaz de acelerar o processo de amadurecimento de outras frutas. Para evitar que outras frutas amadureçam mais rápido, é recomendado armazenar as atemoias separadamente.
  • Refrigeração: se as frutas já estiverem maduras e você quiser estender sua vida útil, coloque-as na geladeira. Isso ajudará a retardar o amadurecimento e manterá as frutas frescas por mais tempo.
  • Embalagem: Guarde as atemoias em sacos plásticos ou recipientes herméticos na geladeira. Isso ajudará a evitar a perda de umidade e protegerá as frutas de odores externos.

Além dessas dicas, vale lembrar que as atemoias são frutas delicadas e têm uma vida útil mais curta. Portanto, é recomendado consumi-las o mais rápido possível para desfrutar de seu sabor e textura ideais.

Tire suas dúvidas

Veja abaixo as respostas para as principais dúvidas sobre a atemoia.

Qual a quantidade recomendada para consumo diário?

Não existe uma quantidade recomendada de consumo diário de atemoia, mas é importante consumir com moderação já que pode aumentar a quantidade de açúcar no sangue.

Qual a diferença entre atemoia e fruta do conde?

A atemoia e a fruta do conde são frutas híbridas da família Annonaceae, mas existem diferenças distintas entre elas. A atemoia é um cruzamento entre a cherimoia e a fruta-pinha, enquanto a fruta do conde é um cruzamento entre a cherimoia e a fruta-pinha ou a pinha.

Em termos de aparência, a atemoia é mais arredondada, enquanto a fruta do conde é mais alongada. Quanto ao sabor, a atemoia é doce e cremosa, com notas de baunilha e banana, enquanto a fruta do conde tem um sabor mais suave e delicado, com uma mistura de notas doces e ácidas.

Qual a diferença entre atemoia e pinha?

A atemoia e a pinha são frutas diferentes, embora pertençam à mesma família (Annonaceae). A atemoia é o resultado do cruzamento entre a cherimoia e a fruta-pinha, enquanto a pinha é uma fruta nativa das regiões tropicais da América.

A atemoia tem uma forma mais arredondada, com casca verde que se torna amarela quando madura, enquanto a pinha tem uma forma alongada e casca grossa. A polpa da atemoia é mais suave, cremosa e menos fibrosa do que a da pinha.

A atemoia tem um sabor doce e aromático, com notas de baunilha e banana, enquanto a pinha tem um sabor único, refrescante, com uma mistura de notas doces e ácidas.

Qual o sabor da atemoia?

A atemoia tem um sabor doce e cremoso, com uma combinação de sabores que lembram baunilha, banana e outras frutas tropicais. Sua polpa macia e suculenta derrete na boca, proporcionando uma experiência gustativa bastante agradável. A doçura equilibrada e as nuances de sabor tornam a atemoia uma fruta apreciada por muitas pessoas.

Pode comer a casca da atemoia?

Normalmente a casca da atemoia não é consumida, pois ela é bastante espessa, dura e fibrosa, o que a torna difícil de comer e digerir. Aqui é uma questão de gosto, mas recomendo remover a casca e desfrutar apenas da polpa.

A atemoia é uma fruta deliciosa e nutritiva, que oferece uma variedade enorme de usos e benefícios à saúde, não é mesmo? Agora que você já conhece tudo sobre a atemoia é hora de compartilhar este conteúdo com pessoas que você gostaria que conhecessem mais sobre ela.

E não esqueça, tudo que você precisa para se alimentar com saúde você encontra no Compre do Campo.

Leo Cruz

Especialista em criar aquilo que um dia você vai procurar no Google. Produzindo conteúdo com o objetivo de impulsionar esses pequenos produtores e incentivar a agricultura orgânica, agroecológica e familiar brasileira, com respeito ao meio-ambiente e aos animais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *